Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um Voo Capturado da Lente Cinematográfica

fotogramas — cinegramas

Um Voo Capturado da Lente Cinematográfica

fotogramas — cinegramas

A Lente Cinematográfica 01

LENTE CINEMATOGRÁFICA

acção

Primeiro Plano

 

A Lente Cinematográfica incide sobre a água. O movimento é circular. Atrás do Homem Pequeno, no campanário, um sino toca. Alguém se casa. Dois jovens. Apaixonados. Deslumbrados um com o outro. Carregam em si, uma felicidade tal, que para eles o futuro é um Grande Senhor, onde a vida será de júbilo. Agarram as mãos, se entreolham e dão um beijo. A Eternidade habita-os, como se o amanhã não lhes soprasse qualquer mácula na vida quotidiana. 

 

A Lente Cinematográfica incide sobre a água. O movimento circular permanece. O Homem Pequeno, assobia. Os passáros cercam-no. Um pousa-lhe sobre a cabeça. O Homem Pequeno, fica quieto. Muito quieto. A vida é uma permanente descoberta. A Primavera, dentro de meses, chegará, e as flores brotarão. Os passáros não terão tempo para pousarem sobre a sua cabeça. Deixa-se estar. Um silêncio profundo, o invade. Abre os ouvidos e escuta. Escuta o passáro. Olha o movimento circular da água. A Lente, filma os destinos da água. 

 

Longe, para lá do campanário, a cidade circula caótica. As multidões vivem uma solidão acompanhada. Rostos anónimos e histórias incógnitas que só a Vida saberá.

 

©VERTIGEMcinematográfica