Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Voo Capturado da Lente Cinematográfica

fotogramas — cinegramas

Um Voo Capturado da Lente Cinematográfica

fotogramas — cinegramas

A Lente Cinematográfica 00

LENTE CINEMATOGRÁFICA

acção

Primeiro Plano

 

Ele estava tão velho que se consumia em corpos novos. Numa urgência em contrariar o ciclo da natureza.

 

...a lente cinematográfica se aproxima lentamente. O homem está sentado. A lente se aproxima do rosto, as pregas ao redor dos olhos denunciam uma vida prenhe de aventuras. A lente da câmera incide sobre o olho esquerdo, fazendo um grande plano. O homem fecha o olho e abre-o. A lente, muda de direcção e foca um plano distante. Um grupo de mulheres jovens se banha na pequena lagoa. Elas têm um riso farto. 

 

O apego à existência física era profundo. O homem que usufruiu de tudo o quanto podia alcançar, via-se agora perante a realidade última de não conseguir vencer a matéria feita de Cronos. Baixa os olhos num contínuo interrogar sobre a existência humana. Que propósito?

 

...a lente, muda outra vez de direcção e vem a recair sobre as mãos do homem. Um masso de folhas brancas está entre elas. Ele as acarinha. Como se elas tivessem sido a razão de toda a sua existência. A lente, muda de foco e incide sobre o rosto do homem que se apresenta alheio ao cantarolar das ninfas na lagoa, e por momentos quase que lhe adivinhamos os pensamentos. Que a sua última grande obra está para ser escrita. A lente, segue o movimento do rosto e os olhos do homem. Os olhos recaem sobre as folhas. Com a mão esquerda, ele procura no bolso algo. A lente segue a mão e o revolver do bolso. Uma caneta surge. Ele a pousa sobre a brancura das folhas. 

 

VERTIGEMcinematográfica©

Escrevigramas 04

Elena

 

"Art for me is everything, without art l'd rather die. If I can't be an artist, better to die." 

I only said, "Oh Elena, don't do this... it's not like that. Why did you go back to theatre class? We made a deal you wouldn't for now. You wouldn't go..."

She'd stayed away from theatre for more than a month. She said, "Then nothing has any meaning for me.' And I, " But we made a deal you wouldn't go, why did you, if it makes you feel so bad. Give it a while." I said, "I waited for you, I'm so tired, and have to leave early at 5." 

"Will you look after Petra?" She nodded. Then she lay down on her bed. I said, "Ok, I'll come back early. As soon as it finishes. You'll wait for me? Take care of Petra?" So I went to my room and she started sobbing. I didn't go back there. She cried for about 10 minutes, till she finally stopped. 

At 5 in the morning I went to her again, "I'm leaving the alarm clock so you take Petra to school, ok?"  She just nodded and went on sleeping.

Escrevigramas 03

The East

 

É fácil quando não é a tua casa, quando não é a tua vida. O lugar onde tu dormes. Os teus filhos, a tua esposa. Mas quando a culpa é tua... Não deve ser tão fácil dormir à noite. Especialmente quando sabemos onde tu moras. Barry Redmond, CEO da petrolífera Lorex. River Rock Road, 2641, East Hampton. O senhor, derramou 15 milhões de barris de petróleo no Atlântico. Não me importa o quão rico é. 

Escrevigramas 02

The East

 

— Do que não estamos conversando?

— Se apegar a eles, está tudo bem. É humano. Sabemos que acontece. É a primeira coisa que vemos em treinamentos. Se passa todos os dias com (...) vai ter sentimentos por eles, também.  

Uma pausa e um sorriso e um agarrar na face da interlocutora e continua o diálogo:

— Mas não seja compassiva. Se eles descobrirem quem é, não pensarão duas vezes em destrui-la. 

Escrevigramas 01

For Lovers Only

 

— O que é que vês?

— Tu. Pedaços de ti e tudo o mais. 

Silêncio por uns segundos...

— Tu, em tudo. Em tudo. Pedaços de ti. Teus olhos, teu nariz, tua boca... E agora, só fotografo coisas.

— O que queres dizer com coisas? O que é?

— Pontes... Céus...

(...)

— Coisas que não têm olhos. Coisas que não têm sangue. Coisas que não têm um coração pulsante. Coisas. Fui reduzido a fotografar coisas. Estou um caco. O que tu vês é o que tu tens.